Bianca Oliveira – Personalidade do mês de Maio

Evento do Minaspetro em homenagem às mães tem a participação do Crepúsculo e é combustível para uma nova parceria
maio 16, 2019
Crepúsculo: 23 anos! Um almoço! Uma festa! Um show! Muita alegria, inclusão e diversidade!
maio 20, 2019
Exibir tudo

Nome: Bianca dos Santos Oliveira

Data Nascimento: 12/10/1993

Cidade Natal: Belo Horizonte – Minas Gerais

Bianca é a caçula dos três filhos de Balbina e José Olímpio. Seus dois irmãos são o Haroldo e Allan.

Segundo Balbina, sua gravidez foi conturbada e com receio de perda do bebê, pois vinha de dois abortos. Bianca nasceu de uma cesária difícil.

Logo após o parto. Os médicos comunicaram que o bebê tinha síndrome de down. “Como não sabia o que era, muito leiga no assunto, fiquei assustada, mas segui confiante que tudo daria certo”, afirmou Balbina.

Bianca ficou internada uma semana com icterícia neonatal, mas graças a Deus, venceu essa primeira batalha. Havia uma médica genética no hospital que solicitou encaminhamento para o Hospital das Clínicas e com 45 dias Bianca começou seu tratamento em uma clínica especializada.

O tratamento consistia em Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Fonoaudiologia, com atendimento especializado semanal. Mesmo assim Bianca demorou para andar e chegou a usar prótese.

Descobriu-se que Bianca tinha apenas 50% de sua visão, mais uma dificuldade a ser enfrentada, mas sempre com confiança em Deus. Nas missas de cura que freqüentávamos, sempre ouvia das pessoas: “Sua filha é uma bênção”, e ela é.

Bianca precisou de minha ajuda para atividades diárias, como vestimenta, banho e outras. Hoje com o desenvolvimento é bem mais independente.

“Minha menina foi crescendo cercada de carinho da mãe, pai, avós e irmãos. Uma grande dificuldade foi a entrada na escola. Primeiro o jardim, depois mais duas escolas. Eu sempre buscando ajuda de Deus, para vencer as dificuldades que enfrentava com minha filha no dia a dia, e Bianca foi crescendo e desenvolvendo seu potencial, claro que há muito que melhorar e trabalhar”, afirmou Balbina.

Balbina nos contou que na última escola que Bianca freqüentou, ela aprendeu a realizar trabalhos fisioterapêuticos e gostou muito. Nessa escola uma colega indicou o Crepúsculo, afirmando que seria bom para Bianca, pois havia muitas atividades diferenciadas.

Então há uma ano e meio Bianca ingressou no Crepúsculo e está sendo muito bom para ela, aprendeu várias coisas. Apesar de sua sensibilidade, das dificuldades com as novidades e de aceitar o que é proposto, não somente na instituição mas também em casa, tanto que às vezes chora a toa.

Bianca tem uma relação muito interessante com a instituição, fala muito dos amigos.

“Tenho esperança que tudo dará certo nesta fase de adaptação. Agradeço a todos do Crepúsculo o carinho e atenção para com minha filha. E vamos em frente”. Finaliza Balbina.

 

Ping pong com Bianca Oliveira

Sonho: Conhecer novas praias.

Prato: Lasanha, churrasco.

Hobby: Fazer tapeçaria.

Uma música:  Oração pela família – Padre Zezinho

Um filme: Romance

Um time: Cruzeiro

Uma cor: Azul

Uma paixão: Família. Mãe, irmãos e amigos.

 

 

 

2 Comentários

  1. Valéria Vieira disse:

    Naravilhoso o artigo!
    Parabéns pela matéria e pelo excelente trabalho que desenvolvem!

    Sou deficiente auditiva… a audição dos ouvidos físicos vem acabando…

    Falo assim:

    Apenas deficiente, mas muito inteligente e eficiente, no ajudar as pessoas… muito presente, persistente, insistente, jamais desistente!

    Abraço, em frente e avante,
    Valéria

  2. Lourdes Santos disse:

    Muito boa a matéria.
    Com certeza vai a incentivar.e ajudar mais pessoas com essa mesma dificuldade.

Deixe uma resposta para Lourdes Santos Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *