Cia Teatral Crepúsculo se apresenta no Sarau do Desjejum

Cia Teatral Crepúsculo leva riso e bom humor ao fim de semana pós carnaval de BH
fevereiro 15, 2016
Criançada se diverte no Parque Municipal com a Cia Teatral Crepúsculo
março 11, 2016
Exibir tudo

No dia 28 de fevereiro de 2016 a Cia Teatral Crepúsculo se apresentou dentro do Sarau do Desjejum, com o espetáculo “Seven – O Circo dos Números Capitais”, no Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado.

M1

O Sarau do Desjejum é um sarau itinerante, realizado pelo Coletivo Musical Violão e Nós”, que conta com seis integrantes, multi instrumentistas, Ben-Hur de Oliveira, Esdras Haendel, Felipe Assunção, Nino Nunes e Tim Marçal. O movimento surgiu em março de 2014 e desde então o grupo vem atuando em apresentações constantes, todo o último domingo do mês no Parque Lagoa do Nado.

M2

Segundo os organizadores, no palco há sempre gente talentosa, que canta, dança e surpreende a todos os presentes com uma alegria imensa que faz de cada domingo, um momento diferente. E no dia 28 de fevereiro o Sarau apresentou a Cia Teatral Crepúsculo, com o espetáculo “Seven – O Circo dos Números Capitais”, e o público pôde conferir a performance dos palhaços Plock, Cláudio Márcio e Madureira, Luciane Kattaoui, que através do lúdico fazem uma sátira aos sete pecados capitais.

M3

Os dois palhaços vivem cenas que tratam de um assunto bastante sério e polêmico, lançando mão de várias linguagens do circo, para parodiar os pecados capitais cometidos pelos palhaços, de uma forma suave, lírica e espontânea. Utilizando-se do lúdico eles colocam as questões de uma forma seriamente humorística. A peça é uma grande bobagem e é por meio do riso que se discute os pecados. Os palhaços mantêm a esperança e sua força reside precisamente nesse espírito positivo que faz converter os erros em triunfos. Para os palhaços, o erro e o fracasso são divinos e podem ascendê-los ao céu.

“A gente nunca sabe o que vai acontecer e no nosso coração pulsa a vontade de fazer o melhor possível, para que as pessoas se sintam acolhidas a compartilhar conosco cada momento. Neste domingo foi muito legal contar, de forma inusitada, com a apresentação dos palhaços Plock e Madureira, da Cia Teatral Crepúsculo, que só fez enriquecer ainda mais o nosso sarau.” comentou os meninos do Violão e Nós.

M4

Tanto para a Cia Teatral Crepúsculo quanto para o pessoal do Sarau do Desjejum o que se podia notar era a sensação de dever cumprido para aquele dia e muitas coisas para serem trabalhadas. “E assim seguir trabalhando, com o coração e evoluir nos nossos sonhos e na nossa canção.” (Grupo Violão e Nós)

Por Elmo Gomes

 

Os comentários estão encerrados.