Relatório UMEI Jatobá IV – Considerações sobre o brincar
abril 28, 2015
Crepúsculo Externamente Cultural – Kandinsk na Praça da Liberdade
junho 19, 2015
Exibir tudo

Há exatos 19 anos, no ano de 1996, três jovens profissionais sonhadoras que desejavam realizar algo que realmente produzisse um bem estar para o mundo e para elas também, resolveram se unir e formaram a Cia de Dança Crepúsculo.  Hoje, no ano de 2015, o Crepúsculo Centro de Desenvolvimento Humano comemora os seus 19 anos de muitas lutas e conquistas e escolheram a data de 15 de maio de 2015 para celebrarem com as pessoas que, direta ou indiretamente fazem parte desta família.

F1

 

Na noite de sexta feira, 15 de maio, por volta das 19 horas os convidados começaram a ser recebidos pelos profissionais do Crepúsculo – Centro de Desenvolvimento Humano, para uma celebração especial, desse que deixou de ser um sonho e se tornou uma importante realização na vida das pessoas.

F2

Luciane Kattaoui, Coordenadora Geral da entidade fez as honras da casa e iniciou a cerimônia de abertura com uma bela fala de boas vindas aos convidados. Luciane ressaltou a importância da data comemorativa, não somente para ela, mas para todos que juntos concretizaram este sonho e afirmou: “a história das confraternizações dos aniversários do Crepúsculo, a primeira aos 19 anos, não começa com o tradicional “Era uma vez”, mas com um singular “Pela primeira vez”.” De forma singela e simpática agradeceu a presença de todos e convidou para a apresentação do vídeo institucional do Crepúsculo – Centro de Desenvolvimento Humano.

F3

O Mestre de cerimônia, João Valadares, logo após o vídeo, anunciou a primeira atração da noite, a Companhia de Dança Crepúsculo, com um trecho do espetáculo “Conatus – A Essência do Ser”. Com um público totalmente concentrado e envolto pelo clima eloqüente da peça, que mescla dançarinos com limitações aparentes e não aparentes, em um mesmo cenário, com total entrosamento e afinidade entre eles, demonstrando o quanto a diversidade é benigna à convivência, quando compreendida na sua total essência. A peça reforçou a fala de João Valadares, Mestre de Cerimônia: “A expressão “pessoas com limitações aparentes ou não aparentes”, até então, para o Crepúsculo, respeita todas as nossas diferenças e nos iguala no que temos de mais divino no mundo: a vida.”

F4

Luciane Kattaoui, uma das dançarinas e Coordenadora Geral da organização, ressaltou a importância do trabalho do Crepúsculo – Centro de Desenvolvimento Humano, que possui em sua constituição o Núcleo Artístico, que tem dois focos de atuação: um de formação que ocorre através de oficinas de artes plásticas, arte e brincadeiras, dança, música, teatro e contação de histórias e outro de profissionalização artística composto pela Crepúsculo Companhia de Dança, pelo Núcleo de Investigação Teatral Crepúsculo e pela Companhia Teatral Crepúsculo. Além disso possui os núcleos a seguir: Núcleo de Formação, Núcleo de Cinemas e Novas Mídias, Projeto Diversidade e Protagonismo, Núcleo Clínico e Pedagógico.

F5

A festa seguiu seu caminho com a apresentação do Livro de Ouro do Crepúsculo, que o Coordenador de Marketing, Guatasara Pousas, explicou para o público o significado deste simbólico Livro de Ouro. Era chegado a hora do coquetel de confraternização, e o esperado parabéns, com direito a bolo de aniversário e assopro de velinhas.

F6

 

Eduardo Gontijo, o Dudu do Cavaco, a primeira atração musical, surgiu no meio do público e com seu cavaquinho mágico entoando “Eu sei que vou te amar”, enfeitiçou a platéia e os arrastou para dentro do cenário do show. Dudu do Cavaco, participante do Crepúsculo que tem síndrome de down, realizou um lindo show e abriu caminho para Léo Brasil e Karina Libânio, que cantou músicas autorais e recebeu a participação surpresa de Newton Alves na música do Barão Vermelho, “O Poeta Está Vivo”.

F7F8

A incumbência de encerrar a grande noite ficou por conta de Davi Lennon, Voz e violão, acompanhado pelo percussionista e backing vocal Matheus Junio, que assumiram sua responsabilidade e agitaram a galera. A “Nossa Linda Juventude”, música do 14 Bis foi cantada e dançada por todos os presentes. Davi ainda apresentou canções de Legião Urbana, Mamonas Assassinas e fechou a noite com uma música autoral de nome “Olhos Elétricos”.

F9

Para uma “Primeira Vez” os profissionais do Crepúsculo – Centro de Desenvolvimento Humano estão de parabéns, pelo aniversário e pela bela festa oferecida ao seu público. Quem esteve presente, com certeza, ficou ansioso para a confraternização do 20º aniversário e aqueles que não puderam comparecer souberam o quão maravilhoso foi a celebração e da próxima vez se farão presentes.

Por Elmo Gomes

Os comentários estão encerrados.