Um ano de encontros, conversas, dúvidas e descobertas

Universitários cantam e dançam ao som nordestino da Cia Teatral Crepúsculo
setembro 18, 2015
Cia Teatral Crepúsculo faz apresentação no Campus do Uni BH
setembro 28, 2015
Exibir tudo

O Núcleo Clínico e Pedagógico do Crepúsculo – Centro de Desenvolvimento Humano, através da Psicóloga Flávia Moura Rangel, realizou no dia 23 de setembro o Encontro com Pais da Psicologia. Nesta data de chegada da primavera encerrou-se, após um ano, o ciclo temático sobre “Sexualidade na Vida das Pessoas com Limitações Aparentes”.

2

Segundo a Psicóloga Flávia Rangel os encontros foram muito proveitosos e vários questionamentos e dúvidas dentro do tema foram levantados e ela percebeu que ainda há muitos tabus quanto à vida sexual das pessoas com limitações aparentes.

“Já houve avanços significativos no que diz respeito à vida ativa das pessoas com limitações aparentes, mas o sexo ainda é uma grande barreira. No que diz respeito não somente ao sexo, mas também à vida amorosa, há por parte da sociedade, principalmente da família, dificuldades de enxergar que estes seres possuem os mesmos sentimentos que qualquer ser humano, eles têm direito a se apaixonar, a namorar, a casar ou a somente ter uma aventura, isto quem deve escolher são eles mesmos, o que os familiares podem fazer é auxiliá-los, mas, nunca decidir por eles”, exclamou Flávia Moura Rangel.

3

Os Encontros com Pais da Psicologia terão continuidade com outro tema proposto pelos próprios participantes. O assunto que se abordará é “Irmãos que cuidam de irmãos”. Obrigação ou amor?, Responsabilidade ou ternura?, Fardo ou afeição?, Dever ou prazer?, Compromisso ou carinho? Como se dá esse relacionamento entre irmãos quando há a ausência dos pais? Todos estes debates farão parte de mais um ciclo temático dos encontros no Crepúsculo – Centro de Desenvolvimento Humano.

 

Por Elmo Gomes

 

 

Os comentários estão encerrados.